Pochmann será candidato do PT a prefeito de Campinas

O economista foi indicado pelo ex-presidente Lula; ele venceu com 1.088 votos contra o ex-vereador e ex-deputado Tiãozinho

AE |

selo

O economista, professor e presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, venceu neste sábado as prévias do Partido dos Trabalhadores (PT) para a escolha do candidato a prefeito de Campinas (SP) nas eleições de outubro.

Indicado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Pochmann obteve 1.088 votos na disputa contra o ex-vereador, ex-deputado estadual e ex-secretário Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho, que conseguiu 428 votos. Foram registrados 26 votos em branco e 13 abstenções. "Tiãozinho é um dirigente histórico do PT, será peça fundamental em nossa campanha política", afirmou Pochmann.

Em Minas Gerais: PT de Belo Horizonte confirma aliança com PSB e tucanos para eleição municipal

Campinas tem, até o momento, outros três pré-candidatos - Dário Saadi (PMDB), Feliciano Filho (PV) e Jonas Donizette (PSB). O PSDB já sinalizou apoio a Donizette e deve indicar o nome do candidato a vice na chapa com o PSB.

Na última terça-feira, os 33 vereadores de Campinas escolheram, em eleição indireta, o ex-vereador Pedro Serafim Júnior (PDT) para terminar o mandato interrompido do prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT), cassado em agosto do ano passado. Dr. Hélio chegou a ser substituído por seu vice, Demétrio Vilagra (PT), também cassado, em dezembro.

O presidente do PT em Campinas, Ari Fernandes, informou que, após a decisão do nome do candidato, o próximo passo será organizar o encontro municipal do partido para debater táticas eleitorais e consolidar o programa de governo.

    Leia tudo sobre: eleições2012eleiçõessp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG