PMDB fará ato de desagravo a suspeito na crise no Turismo

Diretório do partido na Bahia quer realizar evento em apoio ao ex-deputado Colbert Martins, preso na Operação Voucher da PF

AE |

selo

AE
Colbert Martins esteve entre os presos na operação deflagrada na semana passada pela PF
A direção do PMDB baiano articula os integrantes do partido para promover um ato de apoio ao ex-deputado Colbert Martins Filho, um dos presos na Operação Voucher, da Polícia Federal, de combate a desvios de recursos públicos no Ministério do Turismo.

Colbert assumiu o posto de secretário nacional de Programas e Desenvolvimento do Turismo em abril e foi detido por ter assinado um dos quatro repasses de verbas do ministério para o Instituto de Desenvolvimento e Infraestrutura Sustentável (Ibrasi).

Segundo o presidente da legenda no Estado, o deputado Lúcio Vieira Lima, a manifestação, que deve ser realizada em Feira de Santana, reduto eleitoral de Colbert, a 110 quilômetros da capital Salvador, já está acertada entre as lideranças regionais do partido. "Recebemos muitos pedidos de prefeitos e deputados e temos o apoio do vice-presidente Michel Temer para a realização desse ato de desagravo", disse.

"Estamos apenas aguardando uma reunião com o deputado Colbert para ver se ele concorda com a realização do ato e para definirmos a data."

De acordo com o deputado Lúcio Lima, a manifestação deve ser combinada ainda esta semana. Colbert Martins, que está em Brasília desde que foi libertado, na última sexta-feira, é esperado em Feira de Santana na próxima quarta-feira.

Para o presidente estadual do partido, a situação pode fortalecer a imagem do ex-deputado. "Quando há um prejulgamento e depois se mostra que houve um equívoco, é natural que a situação cause indignação", afirmou. "Isso tem acontecido com quem conhece o deputado Colbert."

    Leia tudo sobre: ECONOMICOPOLITICA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG