PMDB enquadra diretórios por candidatos próprios em 2012

Enquanto Lula prega que o PT faça 'alianças amplas' nas eleições, o PMDB de Michel Temer lança ofensiva nacional por candidaturas

Andréia Sadi, iG Brasília, e Nara Alves, iG São Paulo |

Na direção contrária do que prega o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o PT, o PMDB, liderado pelo vice-presidente Michel Temer , lançou uma ofensiva nesta semana recomendando a todos os diretórios municipais que patrocinem candidatura própria do partido na eleição de 2012. Em carta redigida pelo PMDB nacional, o partido orienta os dirigentes a privilegiarem nomes próprios para a disputa em vez de procurar "alianças amplas" com outros partidos, como defende o ex-presidente. A decisão sobre o conteúdo da carta foi tomada em reunião da Executiva do partido há 15 dias.

"A recomendação é essa: candidaturas em todas as cidades. Sempre que possível, ( os diretórios devem ) lançar candidaturas próprias, mas claro que há cenários onde esta vontade não será possível e não teremos como fugir de alianças”, disse ao iG o presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO).

De olho na “demarcação de territórios”, como define outro líder do partido, o PMDB já quer se organizar para as eleições com base em diagnósticos nas 100 principais cidades do País. “Vamos discutir os nomes, candidatos, e cenários locais no próximo dia 5, durante seminário”, disse Raupp.

O deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) afirmou ser um entusiasta da orientação e defendeu alianças com partidos da base aliada apenas em um segundo momento. “Vamos mostrar a nossa cara nas capitais e priorizar as alianças apenas no segundo turno”, disse.

São Paulo

No Estado de São Paulo, a orientação nacional será respeitada com rigor, de acordo com o presidente do PMDB-SP, deputado Baleia Rossi. "A comissão executiva do diretório estadual aprovou por unanimidade uma resolução que determina que os diretórios municipais tenham candidatos próprios ou, no mínimo, vices, dependendo do contexto", disse.

Os diretórios municipais em São Paulo que desrespeitarem a determinação estarão sujeitos a uma punição. "Os diretórios que não cumprirem passarão para a responsabilidade do estadual", adiantou. Para Baleia Rossi, a "medida radical" é necessária para o fortalecimento do partido no Estado. A decisão ainda não foi comunicada oficialmente aos diretórios municipais.

Estratégias

O PMDB está organizando uma palestra para 200 pessoas no dia 5 de maio, em Brasília. A pauta do evento é a estratégia do partido para 2012. O PMDB convidou três palestrantes internacionais para comandar o evento. Um espanhol e dois americanos, que prestaram consultoria à campanha do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Ontem, o PT se reuniu em São Paulo sob comando de Lula para definir a estratégia de 2012. No encontro, foram discutidos temas como o surgimento de setores emergentes na periferia da capital paulista e a necessidade de uma estratégia para abordar este eleitorado. Ainda segundo o dirigente, Lula enfatizou a importância da política de alianças e citou como exemplo sua parceria nas urnas com o ex-vice-presidente José Alencar, morto no final de março .

    Leia tudo sobre: PMDBeleições 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG