PSDB vai aproveitar eleições 2012 para vender imagem para 2014

Tucanos querem candidatos ‘minimamente competitivos’ em 80% das capitais brasileiras mesmo que tenham pouca chance

Adriano Ceolin, iG Brasília |

O PSDB planeja lançar candidatos próprios em 80% das capitais brasileiras nas eleições de 2012 mesmo que eles tenham pouca chance de vitória. Com olho em 2014, o objetivo dos tucanos é vender a imagem do partido para tentar superar o atual favoritismo do PT. O iG teve acesso a uma lista de pré-candidatos tucanos e dos nomes de aliados que estudam apoiar.

“Queremos lançar candidatos minimamente competitivos onde pudermos e fazer alianças com quem dispute contra o PT”, afirma o senador Aécio Neves (PSDB-MG), atualmente o nome mais forte do partido para concorrer ao Palácio do Planalto daqui a quatro anos. “Vamos emoldurar quatro ou cinco propostas para onde tiver campanha de TV”, diz. 

Segundo Aécio, além das capitais, o PSDB terá como prioridade as cidades com mais de 200 mil eleitores, onde há obrigatoriamente a realização de segundo turno. Ele deverá participar de eventos em diferentes municípios. Semana passada, o senador esteve em Porto Alegre ao lado o deputado Nelson Marchezan Júnior (PSDB), pré-candidato na capital gaúcha.

Divulgação
O PSDB, de Aécio Neves, pretende apoiar o PSB, de Eduardo Campos, em Curtiba e Belo Horizonte
Em cinco das 26 capitais, o PSDB avalia apoiar candidatos de outros partidos. Só há veto para alianças com petistas como cabeças de chapa. Em Curitiba e em Belo Horizonte, os tucanos já decidiram que vão se aliar aos atuais e respectivos prefeitos, Luciano Ducci, e Márcio Lacerda. Ambos são do PSB, partido que atualmente integra a base aliada ao governo federal.

Aliado do PSDB desde o governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), o DEM já garantiu o apoio dos tucanos na capital do Estado de Sergipe. Em Aracaju, o ex-governador João Alves (DEM) já foi definido como candidato a prefeito. Em Salvador, apesar da pré-candidatura de Antonio Imbassay (PSDB), é forte a possibilidade de uma aliança com ACM Neto (DEM).

Em Boa Vista, capital de Roraima, os tucanos já definiram que vão apoiar o nome de Teresa Jucá (PMDB). Ela é ex-mulher e aliada política do atual líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). Teresa terá o apoio do governador Anchieta Filho (PSDB), que no ano passado já que havia feito campanha na chapa composta por Jucá.

Na capital paulista, apesar dos quatro pré-candidatos do PSDB já lançados, lideranças tucanas estudam uma aliança com o atual prefeito Gilberto Kassab (PSD). Nesse caso, o nome do partido seria o atual vice-governador de São Paulo, Afif Domingos (PSD). Até mesmo o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), avalia essa possibilidade.

“Estamos abertos para quem estiver contra o PT”, afirma o líder do PSDB na Câmara, deputado Duarte Nogueira (PSDB-SP). Ele admite que, para o partido chegar mais forte em 2014, é importante fazer uma boa campanha em 2012. “Temos de marcar presença com o 45 (número do PSDB) e lançar nomes próprios onde for possível”, disse. 

    Leia tudo sobre: Eleições 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG