Planalto promete liberar este mês R$ 1 bilhão para emendas

Aliados cobram solução para pagamento de recursos destinados a obras nos municípios

AE |

selo

O governo deve começar a liberar cerca de R$ 1 bilhão para as emendas parlamentares do Orçamento de 2011 neste mês, segundo informações de líderes dos partidos da base na Câmara. Eles tiveram almoço com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e cobraram o pagamento da promessa de que no segundo semestre o dinheiro das emendas seria liberado.

AE
Ideli Salvatti e Cândido Vaccarezza recebe aliados na volta do recesso parlamentar

No encontro com a ministra, a primeira na volta do recesso, mais uma vez os aliados não perderam tempo e, assim que puderam falar, cobraram uma solução para o pagamento dos recursos destinados a obras nos municípios. O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse que não foi estabelecido compromisso com prazos.

O líder do PP, deputado Nelson Meurer (PR), afirmou que a liberação das emendas é essencial para que os líderes tenham condição de comandar a base na Casa. Além do dinheiro das emendas do Orçamento deste ano, os líderes cobram o pagamento dos convênios inscritos no chamado restos a pagar, referentes a orçamentos de anos anteriores, que totalizam cerca de R$ 4,5 bilhões. O prazo para a liberação desses recursos termina no dia 30 de setembro.

No entanto, o líder governista Cândido Vaccarezza não se comprometeu com datas. "Estamos conversando amigavelmente e, neste quadro, estamos fazendo a discussão do cronograma de emendas", afirmou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: OrçamentoemendasaliadosIdeliVaccarezza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG