Pimentel diz que sua consultoria está inativa

Ministro afirma que a empresa sustentou a sua família nos dois anos de intervalo depois que saiu da Prefeitura de Belo Horizonte

AE |

selo

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, disse hoje que a sua empresa de consultoria, a P-21 Consultoria, está praticamente inativa e que não atua mais em sua administração. "Ela não tem mais contrato, então está praticamente inativa. Só não está totalmente inativa porque ainda paga contribuição do INSS para mim e para os sócios", disse o ministro, após participar da cerimônia de inauguração da segunda linha de galvanização por imersão a quente da Unigal, em Ipatinga (MG). "A empresa de consultoria deu sustento a mim e à minha família nos dois anos de intervalo entre a saída da prefeitura ( de Belo Horizonte ) e o momento em que assumi o ministério."

O ministro ressaltou que, no período em questão, era "um cidadão comum" e que a sua prestação de contas foi aprovada. Pimentel destacou ainda que a Comissão de Ética Pública tem conhecimento da empresa. Ele se referiu ao rendimento da consultoria como compatível com a atividade da empresa, "nada extraordinário". E frisou: "Não podemos vedar as pessoas de ganhar a vida no momento em que saem da vida pública e vão para a vida privada."

Reportagem publicada hoje pelo jornal O Estado de S. Paulo aponta que cinco ministros do governo federal possuem consultorias, além da do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, revelada nesta semana. Pimentel evitou comentar sobre a evolução patrimonial do ministro-chefe da Casa Civil, que, segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo , multiplicou por 20 seu patrimônio em um período de quatro anos, incluindo a compra de um apartamento de R$ 6,6 milhões em 2010.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG