PGR pede a Roriz integra de vídeo e vai investigar encontro

Roriz e genro do ministro Ayres Britto discutiram interferência no STF em julgamento de recurso sobre a Lei da Ficha Limpa

Severino Motta, iG Brasília |

O Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, vai investigar o encontro entre o ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC), e o genro do ministro Carlos Ayres Britto, Adriano Borges , quando a prestação de serviços de advocacia que interfeririam no julgamento de um recurso da Ficha Limpa no Supremo Tribunal Federal (STF) foi negociada.

Em despacho, Gurgel determinou que Roriz entregue até o meio dia de segunda-feira a íntegra de um vídeo gravado em sua casa, em que ele e Borges discutem valores, que chegam à casa dos R$ 4,5 milhões, para que o genro de Britto ingressasse no julgamento da Ficha Limpa.

A abertura da investigação foi feita a pedido do ministro Ayres Britto e chegou à Procuradoria Geral da República (PGR) através de um ofício enviado pelo presidente do STF, Cezar Peluso. Em seu site, a PGR diz que o vídeo – que foi divulgado ontem pelo iG – seja periciado pela Polícia Federal para dar início ao processo investigativo.

    Leia tudo sobre: stfvídeororizficha limpagenroayresbrittopgr

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG