Gabinete do prefeito, a Secretaria Municipal de Administração, a de Finanças e a Procuradoria estão entre investigados

selo

Cerca de 50 agentes da Polícia Federal de Minas Gerais estão cumprindo, na manhã desta terça-feira, mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Itaúna. Estão sendo investigados o gabinete do prefeito, a Secretaria Municipal de Administração, a Secretaria Municipal de Finanças, a Procuradoria e outros setores públicos. O objetivo da Operação Trem das Sete é combater um esquema de desvio de recursos públicos do município mineiro. Estão sendo cumpridos sete mandados de busca e apreensão na prefeitura e em outros setores públicos, e outros três mandados de busca em um prédio comercial em Belo Horizonte, além de um outro mandado, em uma empresa sediada em Curitiba, no Paraná.

Segundo a PF, um grupo de sete empresas, em conluio com servidores municipais e possivelmente servidores do Departamento Nacional de InfraEstrutura de Transportes (Dnit), teria fraudado uma licitação da Prefeitura de Itaúna. A fraude teria como objetivo a elaboração de um projeto executivo de engenharia para remanejamento da linha férrea no município.

As empresas envolvidas que, em princípio se apresentaram como concorrentes nas licitações realizadas pela prefeitura de Itaúna, mantêm relações comerciais com características de cartel, sendo que várias delas estão, ou já estiveram, sediadas no mesmo endereço em Belo Horizonte, local onde estão sendo cumpridos mandados de busca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.