Pela 1ª vez, Dilma faz reunião ministerial no Planalto

Encontro antecipado por conta da situação nas áreas atingidas pela chuva tem também objetivo de aproximar a nova equipe

Andréia Sadi, iG Brasília |

A primeira reunião ministerial do governo da presidenta Dilma Rousseff começou hoje (14) por volta de 14h30, com a participação de todos os 37 ministros. O principal objetivo do encontro é passar orientações para os ministros sobre o trabalho a ser desenvolvido nos próximos quatro anos, além de promover uma aproximação da nova equipe.

Agência Estado
Dilma com a reunião de coordenação política
Na reunião, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, fará, a pedido de Dilma Rousseff, uma exposição sobre a conjuntura econômica mundial e interna. A pauta também inclui um pedido aos ministros de revisão e corte de gastos.

Um novo valor para o salário mínimo também pode entrar na pauta de discussão, como afirmou ontem o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. O valor de R$ 540 foi definido em medida provisória editada nos últimos dias de 2010 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As centrais sindicais pedem que salário seja reajustado para R$ 580.

Embora a reunião ministerial já estivesse marcada há mais de dez dias, a tragédia provocada pelas chuvas na região serrana do Rio também deve entrar na pauta do encontro, conforme informou, na manhã desta sexta-feira, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Discrição no Planalto

Desde que assumiu, a presidenta  optou por uma postura discreta e evitou sair do Planalto. Ela só falou à imprensa ao visitar as regiões afetadas pelas chuvas, no Rio de Janeiro, na quinta-feira (13).

Nas últimas duas semanas, a presidenta se reuniu com praticamente todos os ministros em seu gabinete para conversas protocolares, mas os encontros foram individuais ou em pequenos grupos. Com os ministros mais próximos, como Antonio Palocci, da Casa Civil, Mantega, Miriam Belchior, do Planejamento, José Eduardo Cardozo, da Justiça, e o vice-presidente, Michel Temer, a presidenta já havia se encontrado na coordenação política do governo, no último dia 3.

O ministro das Relações Institucionais, Luiz Sérgio, adiantou que a reunião desta sexta-feira serviria para que os novos ministro se conheçam e sejam apresentados a normas e regras sobre conduta no cargo.

Dilma também deve comunicar sua decisão de impor um forte ajuste nos gastos públicos, especialmente com custeio, que será monitorado de forma rigorosa pelo governo. Ela reforçará a advertência de que as indicações políticas serão respeitadas, mas que os titulares das pastas terão de se comprometer com resultados que serão cobrados.

    Leia tudo sobre: Reunião ministerialDilma Rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG