Paulo Melo é eleito presidente da Alerj

Escolha já havia sido acertada com Sérgio Cabral para evitar racha no PMDB

iG Rio de Janeiro |

Divulgação
Paulo Melo durante a cerimônia de posse dos deputados estaduais na Alerj
O deputado estadual Paulo Melo (PMDB) foi eleito presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) nesta quarta-feira (2). Com 66 votos favoráveis, o parlamentar irá comandar a Casa pelos próximos dois anos.

A eleição também escolheu a Mesa Diretora que irá reger os trabalhos no biênio 2011-2012. Apenas a deputada Clarissa Garotinho (PR) votou contra a chapa vitoriosa. Os dois deputados do PSol, Marcelo Freixo e Janira Rocha, preferiram não participar da votação. O deputado Pedro Augusto (PMDB) não compareceu à sessão.

A eleição de Paulo Melo já havia sido acordada com a intervenção do governador Sérgio Cabral. No fim do ano passado, o comando da Alerj estava sendo disputado por três peemedebistas: Melo, Domingos Brazão e Edson Albertassi. Sem brigas, Albertassi desistiu da corrida. Melo e Brazão seguiam dispostos a partir para o embate.

A fim de evitar rachas no PMDB, o governador Sérgio Cabral e o ex-presidente da Casa, Jorge Picciani (PMDB) começaram a agir. Os dois acertaram um acordo com os candidatos à presidência da Alerj que prevê que cada um deles ocupe o cargo por dois anos. Ânimos acalmados entre os correligionários, Melo assume o biênio 2011/2012 e, em 2013, Brazão tomará posse. O anúncio do acordo foi feito pelo governador através do Twitter: “Estou muito feliz (...). Temos acordo para a presidência da Alerj”.

Paulo Melo está iniciando seu sexto mandato como deputado estadual após receber mais de 120 mil votos nas últimas eleições. Nos últimos quatro anos, ele foi líder do governo e presidente da Comissão Permanente de Constituição e Justiça. O deputado também presidiu a CPI do Propinoduto, no mandato 2003/2006.

Posse

Os setenta deputados eleitos que integrarão o Parlamento estadual até 2014 tomaram posse na terça-feira (1). Apenas André Corrêa (PPS) não compareceu à cerimônia porque estava doente.

A sessão foi presidida por Átila Nunes (PSL), que, iniciando seu 11º mandato, é o parlamentar há mais tempo na Alerj. Lembrando a pouca idade que tinha quando assumiu seu primeiro mandato, no início dos anos 70, ele aconselhou aos jovens deputados eleitos para esta legislatura a valorizar a experiência dos colegas mais velhos.

Nesta legislatura, as mulheres conquistaram mais espaço no Parlamento fluminense. A bancada feminina para os próximos quatro anos aumentou de oito para 13 deputadas. Regiões como a Baixada Fluminense, que pulou de dez parlamentares para 14, aumentaram a sua representatividade no Parlamento.

É o caso também da região que engloba os municípios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo, que de nove deputados passou para dez. As regiões Serrana, dos Lagos, Norte e Sul Fluminense sofreram baixas: a primeira perdeu uma cadeira, passando a ter dois representantes, a segunda passou de cinco para quatro deputados, o Norte do estado caiu de cinco para três. O Sul foi a região que mais perdeu representantes, passando de sete deputados para quatro.

Cabe ressaltar que entre os 31 novos deputados para este mandato, 12 eram vereadores em exercício de mandato, sendo quatro da capital, dois de São Gonçalo, dois de Nova Iguaçu, um de Petrópolis, um de Belford Roxo, um de Niterói, e um de Duque de Caxias.

Veja como ficou o tamanho das bancadas:

PMDB: 12 deputados
PDT: 11 deputados
PR: nove deputados
PT: seis deputados
PSDB: quatro deputados
PPS: três deputados
PSC: três deputados
PSB: três deputados
PRB: dois deputados
PP: dois deputados
PSol: dois deputados
PMN: dois deputados
PV: dois deputados
PTN, DEM, PRP, PRTB, PT do B, PC do B, PSDC, PSL e PTB: um deputado cada

Confira a lista dos deputados que compõem a Alerj:

1. Alessandro Calazans (PMN)
2. Alexandre Correa (PRB)
3. Altineu Cortes (PR)
4. André Correa (PPS)
5. André Lazaroni (PMDB)
6. Andreia do Charlinho (PDT)
7. Aspásia Camargo (PV)
8. Átila Nunes (PSL)
9. Bebeto (PDT)
10. Bernardo Rossi (PMDB)
11. Carlos Minc (PT)
12. Chiquinho da Mangueira (PMDB)
13. Christino Áureo (PMN)
14. Cidinha Campos (PDT)
15. Claise Maria Zito (PSDB)
16. Clarissa Garotinho (PR)
17. Comte Bittencourt (PPS)
18. Coronel Jairo (PSC)
19. Dica (PMDB)
20. Dionisio Lins (PP)
21. Domingos Brazão (PMDB)
22. Edino Fonseca (PR)
23. Edson Albertassi (PMDB)
24. Enfermeira Rejane (PCdoB)
25. Fabio Silva (PR)
26. Felipe Peixoto (PDT)
27. Flávio Bolsonaro (PP)
28. Geraldo Moreira (PTN)
29. Gerson Bergher (PSDB)
30. Gilberto Palmares (PT)
31. Graça Matos (PMDB)
32. Graca Pereira (DEM)
33. Gustavo Tutuca (PSB)
34. Inês Pandeló (PT)
35. Iranildo Campos (PR)
36. Janira Rocha (Psol)
37. João Peixoto (PSDC)
38. José Luiz Nanci (PPS)
39. Lucinha (PSDB)
40. Luiz Martins (PDT)
41. Luiz Paulo (PSDB)
42. Marcelo Freixo (Psol)
43. Marcelo Simão (PSB)
44. Márcio Pacheco (PSC)
45. Márcio Panisset (PDT)
46. Marcos Abrahão (PTdoB)
47. Marcos Soares (PDT)
48. Marcus Vinicius (PTB)
49. Miguel Jeovani (PR)
50. Myrian Rios (PDT)
51. Nilton Salomão (PT)
52. Paulo Melo (PMDB)
53. Paulo Ramos (PDT)
54. Pedro Augusto (PMDB)
55. Pedro Fernandes (PMDB)
56. Rafael do Gordo (PSB)
57. Rafael Picciani (PMDB)
58. Ricardo Abrão (PDT)
59. Roberto Dinamite (PMDB)
60. Roberto Henriques (PR)
61. Rodrigo Neves (PT)
62. Rosângela Gomes (PRB)
63. Sabino (PSC)
64. Samuel Malafaia (PR)
65. Samuquinha (PR)
66. Thiago Pampolha (PRP)
67. Wagner Montes (PDT)
68. Waguinho (PRTB)
69. Xandrinho (PV)
70. Zaqueu Teixeira (PT)

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG