Parte de última obra visitada por Lula desaba no Ceará

Túnel liga os municípios de Mauriti (CE) e São José de Piranhas (PB); ninguém se machucou

AE |

selo

Um trecho do túnel Cuncas I, que tem 15 quilômetros de extensão e faz parte do projeto de transposição do Rio São Francisco, entre o Ceará e a Paraíba, desabou hoje. A obra foi a última visitada por Luiz Inácio Lula da Silva , em dezembro do ano passado, antes dele deixar a Presidência.

Operários que trabalham na perfuração levaram um susto quando parte do teto da obra ruiu. Ninguém se machucou. O túnel liga os municípios de Mauriti (CE) e São José de Piranhas (PB). A assessoria de imprensa do Ministério da Integração Nacional divulgou uma nota, informando que "o deslizamento de solo na entrada do túnel Cuncas I, no lote 14 do Eixo Norte, localizado no município de Mauriti, do Projeto de Integração do Rio São Francisco, aconteceu devido à consistência não uniforme do solo encontrado naquele ponto".

A nota adverte que, nas escavações de túneis em solo, "podem ocorrer imprevistos geológicos que induzem a ruptura de teto, acarretando, assim, o desprendimento da terra".

Nesses casos, ainda segundo a nota, geralmente é feito o preenchimento do solo da região afetada e, em seguida, retomado o serviço de escavação.

O Ministério da Integração informou ainda que todas as atividades são monitoradas para garantir a segurança dos trabalhadores. "Ressaltamos, portanto, que não houve qualquer dano físico entre os trabalhadores". O Consórcio Construtor Construcap/Toniollo e Busnello/Ferreira Guedes, responsável pela execução do trecho, suspendeu as atividades para novas análises.

    Leia tudo sobre: acidenteobralula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG