Presidenta saiu pela primeira vez em defesa do chefe da Casa Civil e disse esperar que caso não seja 'politizado'

A presidenta Dilma Rousseff saiu hoje pela primeira vez em defesa do chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, desde o início da crise que se abriu por causa da evolução patrimonial do ministro nos últimos anos. Ao cumprir agenda em Brasília, em um evento sobre educação, a presidenta abriu uma entrevista coletiva alegando que o ministro dará "todas as explicações" aos órgãos competentes.

 "O primeiro ponto que eu quero abordar diz respeito à questão do ministro Palocci. Quero assegurar a a vocês que o ministro Palocci está dando todas as explicações para os órgãos de controle, as explicações necessárias", disse Dilma.

Acompanhada pelo chefe da Casa Civil no evento, a presidenta afirmou ainda esperar que o caso não seja "politizado", como, segundo ela, ocorreu no momento em que o PSDB levantou suspeitas sobre o pagamento de restituições feitos pela Receita Federal à WTorre, uma das empresas que contrataram os serviços de consultoria da Projeto, empresa de propriedade do chefe da Casa Civil.

"Lamento que um caso como este esteja sendo politizado. E quero reiterar que o ministro Palocci dará todas as explicações aos órgãos de controle inclusive ao Ministério Público, nos próximos dias", reforçou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.