Padilha: governo vai barrar emendas que possam impactar Orçamento

Ministro diz que administração Lula não vai afrouxar a política de equilíbrio fiscal adotada nos últimos oito anos

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Agência Estado
Padilha defende equilíbrio fiscal
O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse nesta sexta-feira que o Governo Federal trabalha para barrar a aprovação de emendas ao Orçamento que venham a trazer gastos que possam impactar as finanças  no início do governo da presidenta eleita, Dilma Rousseff.

De acordo com o ministro, as emendas propostas poderão significar um impacto de R$ 8 bilhões nas contas públicas. Ele adiantou que o Orçamento Geral da União deverá ser votado no Congresso no próximo dia 22. “Vamos trabalhar junto com os líderes para que não seja aprovado nenhum projeto que possa ter impacto", afirmou. Segundo o ministro das Relações Institucionais, não será agora, no apagar das luzes do governo Lula , que a administração vai afrouxar a política de equilíbrio fiscal adotada nos últmios oito anos.

    Leia tudo sobre: governodilmaorçamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG