Padilha diz que governo não é contra Ficha Limpa

O ministro das Relações Institucionais da Presidência da República negou que o governo esteja fugindo da análise do projeto

Agência Brasil |

O ministro das Relações Institucionais da Presidência da República, Alexandre Padilha, negou hoje (18), em entrevista, que o governo esteja se esquivando em relação à análise do Projeto Ficha Limpa pelo Senado. A proposta, que proíbe a participação, nas eleições, de candidatos que tenham problemas com a Justiça, foi aprovada pela Câmara dos Deputados.

Uma prova de que não há resistência por parte do Palácio do Planalto, segundo ele, é que as lideranças do governo trabalham pela "limpeza da pauta" do Senado, procurando fazer o encaminhamento das medidas provisórias que estão trancando a pauta, como é o caso das emendas ligadas à exploração de petróleo na camada pré-sal.

Para o ministro, o marco regulatório em torno da distribuição de royalties, sobre a exploração, aos estados e municípios, deve ser discutido depois das eleições de outubro. "Não podemos disputar o pirão antes de pescar o peixe", disse Padilha. Para ele, as regras devem ser fixadas primeiro para se fazer uma distribuição justa.

O ministro participou, hoje, da abertura da 13ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, conhecida como Marcha dos Prefeitos. Padilha disse aos prefeitos que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "aprendeu a dialogar" no seu próprio contato com eles. Por isso, de acordo com ele, Lula é, hoje, um líder mundial que mantém interlocução com governos em questões polêmicas, "em situações em que nenhum outro presidente se habilitou", disse, referindo-se à mediação que o presidente fez com o Irã na questão da exploração da energia nuclear por aquele país, questionada por diversos países.

    Leia tudo sobre: padilhaficha limpa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG