Ex-ministro desejou 'bom trabalho' ao colega de partido, indicando que o deputado será seu substituto no comando do Esporte

Aldo Rebelo chegou à reunião no Palácio da Alvorada no começo da tarde
AE
Aldo Rebelo chegou à reunião no Palácio da Alvorada no começo da tarde
O ex-ministro do Esporte, Orlando Silva, que pediu ontem demissão do cargo, parabenizou nesta manhã pelo Twitter o colega de partido Aldo Rebelo (PC do B-SP), indicando que ele será seu substituto no comando da pasta. Por meio do microblog, Silva postou hoje pela manhã a mensagem: "Bom dia @aldorebelo! Deus ilumine teus caminhos. Bom trabalho!" De acordo com o colunista do iG , Guilherme Barros , o convite ao deputado foi feito ontem à noite e ele aceitou, restando apenas formalizar a decisão.

Leia também:
- Oposição cobra investigação no Trabalho
- Lula vê encolher seu time na Esplanada

Pela manhã, como informou a coluna Poder Online , o presidente do PC do B, Renato Rabelo, dirigiu-se ao Palácio da Alvorada para encontrar a presidenta Dilma Rousseff para formalizar a indicação do nome de Aldo. Foi chamado para a reunião também o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. Aldo chegou para a reunião no início da tarde.

Orlando Silva postou mensagem no Twitter na manhã desta quinta
Reprodução
Orlando Silva postou mensagem no Twitter na manhã desta quinta
O nome de Aldo aparece desde ontem na lista de possíveis substitutos de Orlando Silva, embora circulasse também a avaliação de que o parlamentar não seria o favorito da presidenta para o posto. Além dele, entraram na relação de potenciais sucessores do ministro do Esporte o ex-deputado Flávio Dino (PC do B-MA) e a ex-prefeita de Olinda Luciana Santos (PC do B-PE).

Outra alternativa que foi colocada na mesa foi a de manter como interino o atual secretário-executivo da pasta, para que o nome do novo ministro pudesse ser escolhido em um cenário de maior tranquilidade.

Aldo Rebelo integrou também o primeiro escalão do governo Luiz Inácio Lula da Silva e contou com apoio do governo do ex-presidente na disputa por cargos de destaque como a presidência da Câmara. Recentemente, no entanto, a relação do deputado com o Planalto passou por arranhões, em decorrências das negociações do Código Florestal, projeto do qual foi relator.

*Com informações da Agência Estado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.