Orçamento vai à votação de forma que está, diz vice-líder

Gilmar Machado (PT-MG) garantiu que cumprirá determinações do Executivo de votar o Projeto de Lei de Orçamento 2011 como está

Agência Brasil |

O vice-líder do governo no Congresso, deputado Gilmar Machado (PT-MG), disse nesta terça-feira que cumprirá as determinações do Executivo de votar o Projeto de Lei de Orçamento de 2011 da forma como está. O objetivo é não correr riscos, evitando assim que a apreciação da matéria fique para 2011.

"A orientação que eu tenho é a de votar [o projeto] e eu vou botar para votar. Estou cumprindo ordens do Ministério do Planejamento", disse o vice-líder. Para tanto, ele tem argumentado com os deputados e senadores que sem a aprovação da peça orçamentária neste ano "todo mundo ficará sem nada".

Gilmar Machado também rebateu as ameaças do líder do PDT na Câmara, Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), de obstruir as sessões de hoje da Comissão Mista de Orçamento e, se necessário, a votação em plenário prevista para amanhã (22), caso o valor do salário mínimo não seja aumentado de R$ 540 para R$ 580 a partir de janeiro de 2011.

"É um direito dele reclamar, mas quem vai decidir sobre esse assunto é o presidente Lula e a Dilma [Rousseff, presidenta eleita]", afirmou o vice-líder.

    Leia tudo sobre: Gilmar MachadoOrçamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG