Para Alvaro Dias, a administração do PT tem sido "irresponsável" do ponto de vista fiscal, o que tem gerado inflação

selo

Líderes da oposição culpam o descontrole nos gastos do governo pelo crescimento da inflação. Os números do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mostram que a inflação furou o teto da meta, de 6,5%, no acumulado dos últimos doze meses, sendo registrado em 6,51%.

Para o tucano Alvaro Dias (PR), a administração do PT tem sido "irresponsável" do ponto de vista fiscal, o que tem gerado inflação. "Estamos recolhendo o resultado das extravagâncias feitas nos anos anteriores. As extravagâncias foram blindadas pelo bom momento da economia, mas estamos verificando as consequências da irresponsabilidade fiscal do governo". Dias afirma ser necessário fazer uma reforma administrativa no Estado brasileiro para responder ao problema da inflação. Ele afirma que as medidas macroprudenciais adotadas pelo governo não têm dado resultado e que o corte de gastos é o único caminho possível.

A opinião é compartilhada pelo líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA). "O caminho é, fundamentalmente, cortar despesas. Estamos pagando o preço de conjunto de irresponsabilidades dos últimos quatro anos, então não é em um ano que se resolve. O governo precisa enfrentar este tema, tem que cortar pesado. Até agora só teve discurso, o corte de R$ 50 bilhões (no Orçamento) anunciado foi pra inglês ver". ACM Neto destacou que o governo já criou dois ministérios em 2011, pressiona pela aprovação do tratado de Itaipu que triplica o preço pago pela energia ao Paraguai e aprovou o financiamento para a obra do trem-bala. "Todas essas ações mostram que o governo só quer continuar a gastar".

ACM Neto e Alvaro Dias são contrários a enfrentar a questão por meio de aumento de juros. Eles observam que uma medida nesta direção poderia derrubar demais o ritmo de crescimento da economia. O deputado do DEM cobra que o governo apresente medidas para resolver o problema e alerta que a demora pode atrapalhar o controle da inflação.

"Parece ser um processo irreversível, na opinião de todos os economistas que temos ouvido, então por mais amargo que seja o remédio que se venha a dar pode não curar doença, ainda mais se o governo demorar. A inflação é o maior mal que pode existir. O grande ganho da economia brasileira em toda a sua história foi ter acabado com a inflação, e o governo do PT está colocando isso em risco", disse ACM Neto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.