Óculos escuros de Dilma instiga curiosos

Desde que foi eleita, presidenta não abriu mão do acessório durante suas poucas aparições públicas

Andréia Sadi e Ricardo Galhardo, iG Brasília e São Paulo |

Em comum com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva , Dilma Rousseff tem vários ministros escolhidos para integrar o seu primeiro escalão e alguns itens na lista de promessas para o futuro governo. Já no estilo do dia a dia a presidenta eleita tem demonstrado diferenças com o seu padrinho político. Desde que foi eleita, Dilma tem evitado aparições públicas e conversas com a imprensa. Nas poucas vezes em que saiu da Granja do Torto, onde está morando durante a transição, Dilma foi fotografada de óculos escuros, acessório raramente usado pelo presidente Lula.

nullFoi em Seul, na Coréia do Sul, na sua estreia internacional como presidenta, que Dilma lançou a moda . Acompanhada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, a ex-ministra chamou atenção quando chegou ao hotel com o acessório. Desde então, os óculos de sol viraram peça obrigatória no figurino da presidenta.

O acessório entrou até no quarto de hospital onde estava internado o vice, José Alencar, no final de semana do dia 13. Indispensável, a peça acabou despertando curiosidade até mesmo entre os membros da equipe de Dilma.

Os mais próximos da petista contaram ao iG que a preferência pelos óculos escuros sempre existiu, mas a ex-candidata precisou abrir mão do uso durante a temporada da campanha eleitoral. “Candidato andando de óculos escuros pedindo voto sempre pega mal”, diz um petista.

Além do gosto pessoal, Dilma tem astigmatismo e já teve miopia, mas operou quando ainda era ministra. Os óculos de sol, segundo assessores, teriam grau. Dilma também usa lente de contatos e opta pela peça para disfarçar quando os olhos ficam irritados e quando está muito cansada após viagens.

Ricardo Stuckert / PR
Dilma Rousseff, José Alencar e Lula no hospital Sírio Libanês em São Paulo
Outro coordenador conta que nos últimos dias, Dilma usou o acessório também por conta de uma conjuntivite. Questionado se por trás do uso poderia estar um novo visual via cirurgia plástica, ele brincou:

“Esse olho clínico a gente não tem. Com tanto homem nesta equipe de transição, ela ou qualquer mulher poderiam ter feito qualquer mudança e a gente dificilmente notaria”.

    Leia tudo sobre: Dilma Rousseffóculos de sol

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG