Novo diretor interino do Dnocs toma posse nesta terça-feira

Ramon Rodrigues vai substituir Elias Fernandes, demitido na semana passada após denúncias sobre desvios de cerca de R$ 312 milhões

AE |

selo

O novo diretor-geral interino do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), Ramon Rodrigues, toma posse nesta terça-feira. Ramon, que é cearense, substitui Elias Fernandes, demitido na quinta-feira após notícias de que em sua administração foram desviados cerca de R$ 312 milhões. O escândalo foi revelado por auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU).

A escolha de Ramon para responder interinamente pelo Dnocs foi um arranjo construído pelo PMDB e pelo governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), com as bênçãos do Palácio do Planalto, enquanto a presidente Dilma Rousseff aguarda a indicação do nome definitivo, a ser feita pelo líder peemedebista na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN). Este reafirmou hoje que o nome sairá do PMDB do Rio Grande do Norte.

Após denúncias, diretor-geral do Dnocs pede exoneração

Como há uma forte disputa entre o PMDB do Rio Grande do Norte e o do Ceará junto ao governo federal, havia a informação de bastidores de que Ramon Rodrigues poderá permanecer no cargo por muito tempo. Hoje, Eunício Oliveira tem mais prestígio com a presidente do que Henrique Alves, que na semana passada envolveu-se numa forte briga com o governo e fez até ameaças para tentar manter Elias Fernandes à frente do Dnocs.

Já saíram até agora do órgão de combate às secas Elias Fernandes, Alberto Gradhvol, que foi substituído pelo funcionário de carreira da CGU Vitor Souza Leão, e Francisco Rennys, este diretor de Desenvolvimento Tecnológico e Produção da autarquia. Rennys é ligado ao vice-governador do Ceará, Domingos Gomes de Aguiar Filho, do PMDB.

    Leia tudo sobre: ECONOMICOPOLITICA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG