Sem o detalhamento do corte fiscal pela pasta, no valor de R$ 4 bilhões, ministro adia encontro com autoridades britânicas

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, adiou a visita que faria a Londres nesta semana. Ele se encontraria com o ministro britânico das Relações Exteriores, William Hague, e com o ministro de Defesa, Liam Fox.

Segundo a Embaixada do Brasil em Londres, uma nova data será marcada para a visita. O motivo apresentado para o cancelamento foi a necessidade de definição do corte fiscal pela pasta, no valor de R$ 4,024 bilhões, o primeiro a ser detalhado. Jobim chegaria à capital britânica ontem e se reuniria com as autoridades britânicas a partir de hoje.

O Brasil e o Reino Unido assinaram recentemente um acordo de cooperação na área de Defesa. A iniciativa em relação ao Brasil mostra que os britânicos buscam recuperar espaço perdido para outros países da Europa, especialmente a França.

O setor brasileiro de Defesa desperta forte interesse entre as empresas britânicas, que enfrentam os cortes de gastos do governo do primeiro-ministro David Cameron. A BAE Systems já informou que apresentou uma oferta ao governo brasileiro para participar da renovação da frota da Marinha, por meio do fornecimento de navios de guerra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.