Na posse, novo diretor da PF faz discurso anticorrupção

Leandro Daiello Coimbra prometeu esforço 'incessante' ao ser empossado nesta sexta-feira, em Brasília

Agência Brasil |

O novo diretor-geral da Polícia Federal (PF), Leandro Daiello Coimbra, disse nesta sexta-feira (14), durante seu discurso de posse, que vai enfatizar o combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao tráfico de armas. Para isso, a PF deverá “fortalecer a Academia de Polícia, a gestão de pessoal, capacitação, consolidação do sistema de inteligência, o fortalecimento das parcerias, a inserção internacional, a qualidade da prova e uma corregedoria forte”.

AE
José Eduardo Cardozo e o novo diretor da PF, Leandro Daiello Coimbra
Em entrevista coletiva após a solenidade, ele disse ainda que as grandes operações vão continuar e que o foco será a repressão ao tráfico, ao crime organizado e à evasão de divisas.

O ex-diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, destacou ações de sua gestão como a descentralização orçamentária das unidades da PF nos Estados e o programa de qualidade dos gastos. Mas acrescentou que ainda é preciso melhorar a gestão de pessoal e que ainda neste ano o departamento responsável pela área deverá apresentar ao novo diretor um programa de restruturação.

Corrêa chamou a atenção para importância da produção de provas, que deve ser qualificada. “O País sofre as consequências de um ciclo, que começa a ser rompido, de impunidade, e o instrumento que a sociedade tem [para combater esse ciclo] é uma prova qualificada”, afirmou.

    Leia tudo sobre: polícia federaldiretor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG