Na Paraíba, Celso Amorim diz ter apreço por antecessores

Ex-chanceler cancela entrevista coletiva que daria na Paraíba e evita se aprofundar sobre nomeação para Defesa

iG São Paulo |

Nomeado nesta quinta-feira como novo ministro da Defesa , o ex-chanceler Celso Amorim afirmou em um rápido pronunciamento que aprecia o trabalho de seus antecessores e disse que assume o compromisso de atender aos interesses do País. Enquanto o Planalto ainda se empenha em dissipar as tensões provocadas pela saída de Jobim, Amorim está em João Pessoa (PB), para proferir no fim da tarde de hoje uma palestra sobre política externa, na Universidade Estadual da Paraíba.

AP
Ex-chanceler concede palestra sobre política externa e não quis se aprofundar sobre ministério
O ex-chanceler cancelou uma entrevista coletiva que planejava conceder no início da tarde, sob o argumento de que estaria impedido de falar sobre a troca de comando no Ministério da Defesa.  A nomeação de Amorim e a exoneração de Jobim estão publicadas no Diário Oficial da União de hoje.

O convite para o evento na Paraíba foi feito há mais de um mês. A palestra teve mais de 500 inscritos de universidades da Paraíba, de Pernambuco, do Rio Grande do Norte, Maranhão, entre outros Estados. Hoje, durante a manhã, Amorim se reuniu com acadêmicos da região.

Ex-chefe das missões brasileiras na Organização das Nações Unidas (1995-1999) e na Organização Mundial do Comércio (1999-2000), Amorim foi ministro das Relações Exteriores entre os anos 2003 e 2010. Ele deixou o governo quando a Presidência passou para as mãos da presidenta Dilma Rousseff, sendo substituído pelo ex-secretário geral do ministério Antonio Patriota.

*Com informações da EFE e da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: crise na defesacelso amorimnelson jobim

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG