MP-SP elege Locke para procurador-geral de Justiça

Alckmin, que tem competência constitucional para escolher o chefe do Ministério Público, ainda vai analisar a lista tríplice

AE |

selo

O Ministério Público do Estado de São Paulo elegeu neste sábado, para procurador-geral de Justiça, Felipe Locke Cavalcanti. Ele teve 894 votos de um total de 1730 eleitores, entre promotores e procuradores. Em segundo lugar ficou o procurador Márcio Fernando Elias Rosa, com 838 votos e, em terceiro, o procurador Mário Papaterra Limongi, com 445 votos.

Felipe Locke, da oposição, fez sua campanha defendendo a desburocratização do Ministério Público paulista, o maior do País. A eleição ocorreu durante todo este sábado. O processo foi realizado por meio eletrônico, mesmo modelo adotado pela Justiça Eleitoral.

A lista tríplice com os nomes dos procuradores votados será encaminhada na segunda-feira, 26, ao governador Geraldo Alckmin, que tem competência constitucional para escolher o chefe do Ministério Público. Alckmin pode indicar qualquer nome da lista, independente da ordem de colocação. É tradição a nomeação do mais votado.

    Leia tudo sobre: Felipe Locke Cavalcanti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG