MPE denuncia ex-deputado por duplo homicídio em AL

Francisco Tenório é acusado de matar duas pessoas em 2005, em Maceió

AE |

O Ministério Público Estadual, através do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) e da 1ª Promotoria do Tribunal do Júri, denunciou hoje o ex-deputado federal Francisco Tenório pelos assassinatos de Cícero Sales Belém e José Alfredo Raposo Tenório Filho, crimes ocorridos em novembro de 2005, na Avenida Durval de Góes Monteiro, no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió. Tenório foi denunciado por duplo homicídio qualificado e formação de quadrilha armada.

Pelos mesmos crimes já foram denunciados o delegado da Polícia Civil de Alagoas Robervaldo Davino, Júnior Tenório (sobrinho do ex-deputado), José Antonio Alves da Silva e um pistoleiro conhecido por Cicinho. Os promotores de Justiça pedem na denúncia a prisão preventiva do ex-deputado federal, que também é delegado de Polícia Civil. Cícero Belém trabalhava com Tenório e foi morto por queima de arquivo. A outra vítima estava de carona no carro, que foi metralhado ao parar em um semáforo em frente ao prédio da Funasa.

Francisco Tenório foi preso na quarta-feira à noite em sua residência em Brasília e trazido na quinta-feira para Maceió. A prisão foi solicitada pelo Ministério Público Estadual e decretada pelos juízes da 17ª Vara e da 7ª Vara Criminal da capital. Ele é acusado de ser um dos mandantes do assassinato do Cabo Gonçalves, executado a tiros em 1996. Depois de passar por exame de corpo de delito, Tenório foi levado para Casa de Custódia da Polícia Civil, onde se encontra preso. O ex-deputado nega as acusações.

    Leia tudo sobre: Francisco TenórioMPEAlagoas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG