Operação 'Cartas Marcadas' investiga fraudes em licitações públicas principalmente na área de construção civil

selo

O prefeito de Bebedouro (SP) João Batista Bianchini (sem partido), conhecido por Italiano, foi apontado pelo Ministério Público Estadual (MPE) como o "mentor" de um esquema fraudulento em licitações públicas (principalmente na área da construção civil) desde 2009.

Ele teria articulado as fraudes com amigos empresários, segundo o MPE. A operação "Cartas Marcadas", realizada em maio de 2010, após escutas telefônicas autorizadas pela Justiça e outras provas e testemunhos, foi encerrada neste mês e o MPE pediu, em liminar, o afastamento do prefeito do cargo e ajuizou ação civil pública.

Além de Bianchini, a ação incluiu outros 24 réus, entre empresários, contadores e servidores públicos. Bianchini negou participação nos crimes apontados e sua defesa deverá questionar as provas apresentadas contra ele. Após não conseguir o afastamento do prefeito na Justiça de Bebedouro, o promotor Leonardo Leonel Romanelli recorreu ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e aguarda uma posição da Corte.

Bianchini será excluído da ação principal, pois, como prefeito, tem direito a foro privilegiado. Por isso, o conteúdo do inquérito foi enviado pelo MPE à Procuradoria-Geral de Justiça do Estado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.