Ministro quer criar programa contra desastres naturais

Aloizio Mercadante estima aproximadamente 500 áreas de risco e mais ou menos 5 milhões de pessoas expostas

AE |

selo

O ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, quer desenvolver no ministério um "grande programa de previsão de catástrofes naturais". Segundo ele, mais de 60% dos desastres naturais do País hoje são enchentes e desmoronamentos de encostas. "Nós estimamos aproximadamente 500 áreas de risco e mais ou menos 5 milhões de pessoas expostas", afirmou Mercadante ontem. Ele visitava o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos (SP).

O ministro avalia que a aquisição de um supercomputador para o Inpe, que já está em funcionamento, será fundamental para o programa. "O georreferenciamento de áreas de risco e uma previsão meteorológica que tenha maior capacidade de se antecipar aos fenômenos vai permitir que a gente tenha, com a Defesa Civil e com o apoio das Forças Armadas, condições de prevenir desastres naturais."

Ele lembrou das enchentes que atingiram duramente Santa Catarina e o Rio de Janeiro no ano passado e que atingem Minas Gerais neste ano. "Precisamos nos preparar para esse cenário", afirma. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG