Wagner Rossi é alvo de acusações de corrupção feitas por Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo Romero Jucá

selo

Esclarecimentos que serão dados pelo ministro são parte de estratégia montada pelo PMDB
Agência Brasil
Esclarecimentos que serão dados pelo ministro são parte de estratégia montada pelo PMDB
O ministro da Agricultura, Wagner Rossi vai depor amanhã na Comissão de Agricultura da Câmara sobre as denúncias de suposto uso partidário do PMDB e do PTB em sua pasta. A informação é do líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP). Ele disse que o ministro vai apresentar seus argumentos que, no entendimento do líder petista, têm sido consistentes e convincentes até agora.

O ex-diretor da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Oscar Jucá Neto , denunciou, em entrevista à revista Veja no último final de semana, que o PMDB transformou a Conab e o Ministério em uma central de negócios partidários e que há corrupção na estatal e bandidos na pasta.

O PMDB montou a estratégia, em acordo com o governo, de levar o ministro o mais rápido possível ao Congresso para dar explicações, na tentativa de abafar a crise. O próprio líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, havia declarado que teria a iniciativa de apresentar o requerimento, convidando o ministro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.