Pivô da primeira crise do governo Lula é acusado de suprimiu depósitos de sua declaração de imposto de renda entre 1999 e 2000

selo

Waldomiro Diniz foi pivô da primeira crise do governo Lula
AE
Waldomiro Diniz foi pivô da primeira crise do governo Lula
O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) ofereceu denúncia contra Waldomiro Diniz por crimes contra a ordem tributária cometidos entre 1999 e 2000. A medida foi divulgada hoje. Conforme a investigação da Receita que fundamentou a denúncia, Waldomiro Diniz teria suprimido ou reduzido tributos referentes a rendimentos e depósitos sem origem comprovada no período. Ele teria ainda apresentado à Receita declaração de isenção falsa.

O dano ao erário calculado em 2005 pela Receita foi de R$ 259.348,02 - valor ainda não atualizado. O caso foi distribuído para a 12.ª Vara Federal em 7 de julho. Waldomiro Diniz esteve envolvido em um suposto escândalo de corrupção quando era assessor de José Dirceu, então ministro da Casa Civil no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva . O caso marcou a primeira crise do governo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.