'Você está em meus pensamentos e orações', escreve Obama a Lula

Presidente americano enviou carta ao ex-presidente brasileiro, que se submete a tratamento contra o câncer

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu uma carta do presidente americano Barack Obama, na qual ele manifesta seu apoio ao brasileiro diante do tratamento para combater um câncer na laringe . Na carta, Obama diz esperar que sua mensagem encontre o ex-presidente de bom humor. Referindo-se a Lula como "meu amigo",  o presidente americano diz ter ficado triste com a notícia do diagnóstico, mas afirma sentir-se confortado pelo fato de o tratamento estar a cargo de um hospital de ponta na região.

Sem descanso: Do quarto do hospital, Lula palpita no governo e discute eleição
Entenda o câncer do ex-presidente: Lula é diagnosticado com câncer na laringe

Divulgação
Carta foi enviada por Obama chegou a Lula nesta terça
“Quero que saiba que você e sua família estão em meus pensamentos e orações, assim como nos de Michelle", escreveu Obama. "O Brasil e o mundo continuam prosperando com sua força e incansável liderança", continuou.

O documento chegou por meio da embaixada americana no Brasil e foi entregue ao assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, que incumbiu Vannuchi de entregar a carta a Lula no hospital. O ex-presidente recebeu o documento no meio da tarde desta terça-feira.

Lula está internado desde ontem no Hospital Sírio-Libanês , em São Paulo, para a segunda rodada do tratamento de quimioterapia contra a doença. O ex-presidente deve voltar para casa na noite desta terça-feira, de acordo com integrantes da equipe médica. Além de Lula, outro membro da família do ex-presidente também está em recuperação médica. Marcos Lula, um dos filhos do petista, foi submetido a uma cirurgia no quadril e está na casa de Lula e Marisa Letícia.

O ex-presidente, segundo amigos, tem conversado frequentemente com a presidenta Dilma Rousseff sobre a doença. Antes de iniciar as sessões de quimioterapia, o ex-presidente costumava procurar a sucessora para perguntar quais seriam os efeitos e reações do tratamento. Agora, Lula telefona a Dilma para conferir as semelhanças entre suas reações e aquelas observadas por Dilma quando tratou um câncer no sistema linfático. A presidenta, contam os aliados, tem sido uma espécie de consultora para Lula. 

    Leia tudo sobre: Câncer de LulaLulaObama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG