Médicos conseguem identificar foco de hemorragia em Alencar

De acordo com equipe médica que cuida do vice-presidente, estancamento só pode ser confirmado em até 72 horas

iG São Paulo |

AE
Vice-presidente José Alencar
A equipe médica do hospital Sírio-Libanês que cuida do vice-presidente José Alencar considerou bem-sucedido o procedimento feito nesta terça-feira para estancar um sangramento abdominal sofrido pelo vice há dias.

“Queremos que ele pare de sangrar. O procedimento foi para que se identificasse o ponto, que foi identificado e fechado”, afirmou o médico Raul Cutait. De acordo com a equipe médica, contudo, é preciso esperar até 72 horas para avaliar se a hemorragia foi completamente estancada.
Em entrevista coletiva concedida nesta tarde à imprensa, os médicos Raul Cutait e Francisco Carnevale explicaram que conseguiram identificar o foco da hemorragia causada por um tumor que invadia o intestino delgado.

Segundo os médicos, Alencar foi submetido a uma técnica de embolização, que consiste na injeção de microesferas de acrílico no formato de grãos de açúcar, colocadas no vaso responsável pelo gotejamento. Antes disso, foi feito um exame de arteriografia - uma radiografia arterial para identificar o ponto exato de sangramento na região abdominal. Todo o procedimento durou quatro horas.

Mais cedo, o oncologista Paulo Hoff informou que o procedimento seria realizado hoje, quando o quadro de saúde do vice-presidente permanecia estável. "O vice-presidente está bem e está lúcido", disse Hoff nesta manhã, quando deu detalhes sobre o procedimento clínico. O médico havia informado que o exame não coloca em risco a vida de Alencar e que tem como objetivo estancar os sangramentos que ele tem apresentado nos últimos dias.

O último boletim médico sobre a saúde do vice-presidente da República, divulgado no início da tarde, informa que Alencar permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Cardiológica e que, após a arteriografia, será submetido a uma nova sessão de hemodiálise.

* Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: José Alencarcâncer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG