Marta 'engajada e animada faz diferença' no palanque, diz Haddad

Na última quinta-feira, a senadora anunciou publicamente a desistência da candidatura, sem declarar apoio explícito ao ministro

AE |

selo

O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse hoje que ter a presença da senadora Marta Suplicy (PT-SP) no palanque eleitoral "faz muita diferença". Marta desistiu da corrida pela indicação do PT à Prefeitura de São Paulo após pedido da presidenta Dilma Rousseff e de pressão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , que apoiam Haddad.

 PT abre caminho para Fernando Haddad

"O apoio de toda liderança de expressão é fundamental. Ela foi prefeita da cidade, muito bem avaliada, prefeita a quem eu servi com muita honra. Evidente que a Marta engajada, animada, faz muita diferença", disse Haddad, após participar de cerimônia em Brasília de assinatura de acordo de cooperação para ampliar o número de atendimentos do projeto Soldado Cidadão.

Na última quinta-feira, a senadora anunciou publicamente a desistência da candidatura, sem declarar apoio explícito a Haddad. No final de semana passado, foi a vez do senador Eduardo Suplicy comunicar a saída da disputa, após a promessa de Haddad de incluir o projeto de renda mínima no seu programa. Os deputados Jilmar Tatto e Carlos Zarattini seguem na luta pela indicação.

AE
O ministro da Educação Fernando Haddad (e) e o senador por São Paulo, Eduardo Suplicy, durante evento do PT neste domingo

"Temos uma semana agora de conversas internas e eu quero crer que as coisas vão se clarear ao longo da próxima semana, mas já fiz chegar a ela (Marta) o desejo de ter uma conversa", disse Haddad.

Questionado se não havia sentido falta de um apoio público de Marta, Haddad respondeu: "Ela mantém relações de amizade e apreço com todos os participantes. E os dois deputados foram secretários da sua gestão, então fica um pouco difícil, né? Entendo que o gesto dela foi extremamente generoso e respeitoso com todos nós."

Sobre a saúde de Lula, Haddad disse que sentiu Marisa, mulher do ex-presidente, "firme" e "confiante" na última conversa que tiveram por telefone, no final de semana passado. "Esse momento é o de orar para o pronto restabelecimento do presidente", afirmou Haddad. Lula é o principal articulador da campanha de Haddad à Prefeitura de São Paulo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG