Marina vira heroína da floresta em evento nos EUA

Pré-candidata do PV à Presidência, Marina foi apontada como "pessoa-chave para redução do desmatamento no Brasil"

Agência Estado |

Apresentada como "a heroína da floresta", a senadora Marina Silva, pré-candidata do PV à Presidência, discursou ontem à tarde em Washington, nos Estados Unidos, para uma plateia de mais de 2 mil pessoas no National Mall. "Sou Marina Silva, da Amazônia, Brasil", disse a senadora em português, durante o show de comemoração dos 40 anos do Dia da Terra.

Ela foi descrita como a "pessoa-chave para redução do desmatamento" no Brasil.

O público não entendeu muita coisa do que ela falava, porque o intérprete ao lado de Marina engasgou algumas vezes e deixou de traduzir vários trechos de seu discurso. Mas a senadora falou sobre o comprometimento do Brasil com redução de emissões de poluentes e manifestou apoio à Lei do Clima que será votada nos EUA.

"O futuro de nossos filhos depende do que fizermos agora", disse. "Estamos diante de um momento histórico - o povo americano já fez coisas boas em muitos momentos, em favor de humanos, e agora é hora de assumir esse mesmo compromisso em relação à trajetória do planeta."

Marina foi bastante aplaudida, mas a grande maioria das pessoas presentes não sabia quem ela era. A senadora e presidenciável nem sequer estava listada nos folhetos de apresentação do evento. Os informativos se limitavam a anunciar a apresentação de sindicalistas como Richard Trumka, do reverendo Jesse Jackson, decano do movimento dos direitos civis, e do advogado e ambientalista Robert Kennedy Jr., filho de Bob Kennedy. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: marina silvaeleições 2010meio ambiente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG