Marina pede licencia do Senado para a campanha

Senadora quer dedicar-se à "reestruturação programática" do PV e à elaboração de seu plano de governo, além das viagens

Adriano Ceolin, iG Brasília |

A senadora Marina Silva (PV-AC) pediu licença do cargo nesta quinta-feira para se dedicar à disputa pela Presidência da República. Ela encaminhou um requerimento à Mesa Diretora do Senado e divulgou uma nota à imprensa. Segundo a assessoria de Marina, a licença será concedida sem remuneração.

“Diante das diversas tarefas que lhe foram confiadas pelo PV, como a reestruturação programática do Partido Verde e a elaboração de um plano de governo com vistas à disputa eleitoral de outubro próximo, e tendo em conta que esse processo exigirá determinado grau de dedicação e tempo, o que poderia prejudicar o seu desempenho no mandato de senadora, Marina Silva decidiu se licenciar temporariamente de suas atividades”, informa a assessoria.

Marina saiu do PT para o PV em outubro passado. Ela está no seu segundo mandato de senadora. Até o começo de 2008, Marina ocupou o comando do Ministério do Meio Ambiente. Deixou a pasta após uma série de divergências dentro governo, principalmente com a então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, contra quem disputará a Presidência da República este ano.

Apesar de ter deixado o PT, ela manteve aliança com o partido no Acre, onde apoiará a candidatura do senador Tião Viana (PT-AC) à sucessão de Binho Marques, atual governador. Ex-governador e irmão de Viana, Jorge Viana será candidato ao Senado. A saída de Marina poderá trazer de volta ao Senado Sibá Machado (PT). Ele, no entanto, é candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG