Marcos Valério chega à Bahia e será preso no Complexo dos Barris

Empresário, apontado como operador do mensalão, foi preso sob a suspeita de integrar um esquema de grilagem de terras na Bahia

Thiago Guimarães, iG Bahia, e Daniel Aderaldo, iG Ceará |

O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza e seus três sócios presos no início da manhã desta sexta-feira (2), em Belo Horizonte, chegaram ao Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, por volta das 16 horas. Apontado como operador do mensalão , Marcos Valério agora é suspeito de integrar um esquema de grilagem de terras no interior baiano.

Entenda o caso: Marcos Valério é preso por suspeita de grilagem na Bahia
No ato: 'Ah, tá, já sei', disse Marcos Valério ao ser preso em Belo Horizonte
Defesa: 'Prisão foi desnecessária', diz advogado de Marcos Valério
O mensalão: Entenda as acusações contra cada réu no Supremo Tribunal Federal


De acordo com a Polícia Civil da Bahia, Marcos Valério será ouvido pela promotoria da Bahia no prédio da Coordenadoria de Operações Especiais da Polícia Civil (COE), que fica no aeroporto onde ele desembarcou. Em seguida, ele será levado para o Instituto Médico Legal (IML), passará por exames e depois seguirá para a carceragem da Polinter, no Complexo dos Barris, em Salvador, onde ficará a disposição da Justiça baiana.

AE
O publicitário Marcos Valério, depois de ser preso na madrugada desta sexta-feira na Operação Terra do Nunca
Os quatro foram detidos às 6 horas na operação "Terra do Nunca", da Polícia Civil da Bahia. Às 12h30, eles deixaram a Divisão de Crimes Contra o Patrimônio na capital mineira e, às 13h30, embarcaram em uma aeronave do governo da Bahia no Aeroporto da Pampulha, com destino a Salvador. A viagem durou duas horas e meia. Ao desembarcar, Marcos Valério não falou com a imprensa.

Julgamento: Procurador pede a condenação de 36 réus do mensalão

Marcos Valério e seus sócios na empresa DNA Propaganda são acusados de fraude em registros públicos de imóveis localizados no interior baiano usados para conseguir empréstimos.

Foram emitidos 23 mandados de prisão, busca e apreensão assinados pelo juiz de Direito da comarca de São Desidério (BA) nos municípios de Barreiras, Santa Maria da Vitória e São Desidério.

Segundo a polícia, 15 pessoas foram presas nesta sexta-feira, em Minas, São Paulo e Bahia. Entre elas estão Ramon Hollerbach, Francisco Marcos Castilho Santos e Margaretti Maria de Queiroz Freitas, os sócios de Marcos Valério.

    Leia tudo sobre: marcos valériogrilagem de terrasquadrilhaprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG