Com reforço de nomes como a ex-senadora Marina Silva, organizadores do protesto foram recebidos pelo ministro Gilberto Carvalho

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, recebeu nesta terça-feira representantes do Ato em Defesa das Florestas, promovido nesta manhã pelo Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável, na Praça dos Três Poderes. Entre os manifestantes que conversam com o ministro está a ex-senadora Marina Silva , a cantora Vanessa da Mata e o ator Vitor Fasano.

Saiba mais: Entenda a polêmica sobre o novo Código Florestal

O grupo colheu 1,5 milhão de assinaturas em nove abaixo-assinados contra as alterações do Código Florestal, em discussão no Senado. O documento também será entregue, ao meio-dia, ao presidente do Senado, José Sarney. O projeto que altera o Código Florestal já foi aprovado na Câmara e está pronto para ser apreciado pelo plenário do Senado.

Manifestação reuniu várias entidades em frente ao Congresso, entre elas a WWF
Agência Brasil
Manifestação reuniu várias entidades em frente ao Congresso, entre elas a WWF

O diretor da SOS Mata Atlântica, Mário Mantovani, disse que o objetivo é paralisar a tramitação do código para aprofundar o debate. Ele afirma que as alterações feitas no Senado, como a "anistia" a quem desmatou e a isenção de reserva legal para propriedades até quatro módulos, são um retrocesso.
"Esse código que está aí não atende a sociedade. O governo cedeu à chantagem dos ruralistas", disse Mantovani.

O Ato em Defesa das Florestas mobilizou diversas organizações, como Instituto Socioambiental (ISA), SOS Mata Atlântica, WWF, Greenpeace e Via Campesina. Cerca de 600 crianças de escolas de Brasília também participaram da manifestação, soltando balões verdes biodegradáveis na Praça dos Três Poderes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.