Maia diz que pagará despesa de filho em viagem oficial

Presidente da Câmara viajará com filho de 13 anos para Espanha, onde tem agenda oficial e assistirá a jogos do Barcelona

AE |

selo

Com um dos maiores ídolos do Barcelona da década de 1990 à tiracolo, o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), assistirá ao maior clássico do futebol espanhol na próxima semana na capital Madri com passagens aéreas pagas pela Casa. Entre um programa e outro da agenda oficial que cumprirá no País de 14 a 17 deste mês, Marco Maia atendeu à sugestão do deputado Romário (PSB-RJ) para comparecer ao Fla-Flu espanhol, ou seja, o disputado jogo dos adversários históricos, Real Madrid e Barcelona.

Divulgação
Presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, durante evento em Brasília
A viagem tem caráter oficial. Além de Romário, Maia levará o filho único, Vinicius, 13 anos, o primeiro secretário da Câmara, Eduardo Gomes (PSDB-TO), e dois assessores. "A viagem dele ( Vinícius ) será paga por mim. A estadia e as despesas dele serão pagas por mim", afirmou Maia, após confirmar a viagem, revelada pelo jornalista Ricardo Noblat em seu blog hoje.

Maia procurou rechaçar a interpretação de que estaria se aproveitando de uma viagem oficial para fazer turismo. "Temos essa agenda marcada há muito tempo. Se eu estiver lá, vou ao jogo. Poderia ser uma peça de teatro, visitar um museu. É final de semana. Tem algum crime nisso?", disse. "Não tenho nenhum interesse de fazer viagem de turismo. Recebemos convites na Câmara o tempo todo", continuou.

Maia informou que, durante o final de semana na Espanha, nem ele terá as despesas subvencionadas pela Câmara. Pagará do próprio bolso. Até hoje, a agenda oficial da visita previa encontros de trabalhos na quinta-feira e na sexta-feira.

Entre as atividades oficias estão previstos encontros com parlamentares para discutir o impedimento de entrada de brasileiros em território espanhol, articulações para o encontro de parlamentos de países do G-8 que acontecerá na Coreia do Sul, entrevista ao jornal El País e conversas sobre energia eólica.

    Leia tudo sobre: ECONOMICOPOLITICA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG