Lula visita Salvador em sua última viagem presidencial

A convite do governador reeleito da Bahia, presidente entrega hoje residências e faz balanço do Minha Casa Minha Vida

Nara Alves, enviada a Salvador |

Um dia depois de chorar em sua última visita a Pernambuco antes de deixar o cargo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva despede-se hoje das viagens oficiais em uma última passagem por Salvador. A convite do governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), Lula irá entregar nesta quarta-feira residências populares na capital baiana e fará um balanço do programa Minha Casa Minha Vida, carro-chefe da campanha de sua sucessora Dilma Rousseff .

A passagem por Salvador finaliza o roteiro de viagens de despedida e agradecimento para encerrar o mandato. O roteiro inclui também passagem por Fortaleza, capital cearense. Do dia 10 de dezembro até hoje, Lula visitou 16 cidades de 11 Estados brasileiros.

No evento desta quarta, marcado para as 15 horas, o presidente Lula irá inaugurar obras, sortear unidades habitacionais e assinar novos contratos com transmissão ao vivo por videoconferência para eventos simultâneos em Canoas, no Rio Grande do Sul, Campinas, em São Paulo, e Manaus, no Amazonas.

Agência Estado
Na terça-feira, roteiro de despedida do presidente incluiu visita a Pernambuco, que terminou em choro
De acordo com o ministro das Cidades, Márcio Fortes, até o início da primeira quinzena de dezembro, o programa habitacional direcionado à população de baixa renda acusava 852.881 contratos fechados desde o início do programa, em 2008.

O número está aquém do total efetivamente contratado, até mesmo para um quadro preliminar do mês pois, segundo o ministro, os dados do Ministério apontam para cerca 66,9 mil unidades contratadas. O total corresponde somente aos primeiros dias deste mês e não inclui operações da Caixa Econômica Federal para o período.

O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Paulo Safady Simão, afirmou acreditar que "ficará perto", mas não chegará a um milhão de contratos. De qualquer modo, Simão diz que a meta para o Minha Casa Minha Vida 2 é adicionar mais 2 milhões de unidades, em todo o País, ao longo da gestão de Dilma até 2014.

*Com Valor Online

    Leia tudo sobre: Luiz Inácio Lula da Silva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG