Lula recorre a FHC para montar memorial

Representantes de Lula visitaram recentemente o Instituto FHC, em São Paulo, e conversaram com o ex-presidente tucano

AE |

selo

Planejado inicialmente para abrigar o acervo dos dois mandatos presidenciais de Luiz Inácio Lula da Silva e contar a história do primeiro governo petista no País, o memorial que o Instituto Cidadania planeja erguer nos próximos anos começa a ganhar contornos mais precisos. Representantes de Lula visitaram recentemente o Instituto Fernando Henrique Cardoso, em São Paulo, e conversaram com o ex-presidente tucano. O objetivo foi conhecer a estrutura daquela entidade, tanto do ponto de vista da organização do acervo quanto da estrutura jurídica.

Já está praticamente acertado que o Memorial da Democracia, nome ainda provisório da instituição que abrigará o acervo de Lula, deve abranger a história dos movimentos e das lutas sociais desde a Proclamação da República, com ênfase na resistência à ditadura militar - especialmente o fim dos anos 70, quando Lula aparece na cena política do País como líder sindical dos metalúrgicos do ABC e se aproxima de FHC.

Ao receber os interlocutores de Lula, o ex-presidente tucano falou de maneira entusiasmada do sistema de organização de documentos adotado no instituto e que demorou quase cinco anos para ficar pronto. O que mais chamou a atenção dos aliados do petista foi a capacidade de produção de estudos, seminários e debates do Instituto FHC.

Em outra vertente, já está praticamente acertado que o Memorial da Democracia não será instalado em São Bernardo do Campo, na região metropolitana da capital paulista. Contrariando as expectativas das lideranças sindicais e petistas daquela cidade, o endereço deverá ser algum edifício no centro de São Paulo, na região da Nova Luz. A escolha estaria ligada à vocação da região para se tornar um polo de museus e casas de cultura.

Por ali já funcionam a Sala São Paulo, sede da Orquestra Sinfônica de São Paulo (cujo conselho de administração é presidido por Fernando Henrique), a Pinacoteca do Estado e o Museu da Língua Portuguesa. Também está sendo erguido na região o futuro Teatro de Dança. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. .

    Leia tudo sobre: LulaFHCinstitutoex-presidentePTPSDB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG