Lula recebe visita de Ronaldo após sessão de fono no Sírio-Libanês

Ex-presidente decide aumentar número de sessões para potencializar a voz nas eleições de outubro

AE |

selo

Depois dos cinco meses em que se submeteu ao tratamento contra o tumor na laringe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu fazer mais sessões de fonoaudiologia para recuperar e, principalmente, potencializar sua voz original. O objetivo é fazer com que a voz fique mais clara, resistente e forte para a agenda eleitoral que o ex-presidente pretende cumprir neste ano. Nesta quinta, após mais uma sessão de fono no Hospital Sírio-Libanês, Lula recebeu por meia hora o ex-jogador Ronaldo Nazário.

Super galeria: Políticos e amigos visitam Lula

Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Lula recebe visita de Ronaldo após sessão de fonoaudiologia no Sírio
Lula tem feito sessões de fonoaudiologia desde janeiro, quando deu início às 33 sessões de radioterapia. Devido aos efeitos colaterais tratamento radioterápico, o ex-presidente ficou com a voz rouca, teve inflamação na garganta, desenvolveu mucosite (inflamação na mucosa) e passou a ter dificuldades de deglutição e salivação. A deglutição, segundo sua assessoria, melhorou desde a semana passada, e a expectativa dos médicos é de que em dois ou três meses ele não tenha mais problemas de salivação.

De acordo com a assessoria do Instituto Lula, a voz do ex-presidente ainda não está 100% recuperada. Apesar de estar mais nítida e próxima do que era sua voz antes do tratamento quimio e radioterápico, Lula ainda não consegue manter o tom de voz em diálogos prolongados. Após algum tempo falando, a voz volta a ficar rouca e falha, o que é considerado uma sequela temporária do tratamento.

Vídeo: Filme de Stuckert revela bastidores dos últimos momentos de Lula no poder

Leia mais: Emocionado, Lula liga para Marisa e Dilma para dar boa notícia

O ex-presidente nunca havia se submetido aos exercícios de fonoaudiologia antes e gostou da possibilidade de voltar aos palanques com a voz "ainda melhor do que antes". Como a radioterapia não deixou sequelas nas cordas vocais, o ex-presidente decidiu, em conjunto com as duas fonoaudiólogas do hospital, que manterá por tempo indeterminado as sessões diárias de 30 minutos.

Lula decidiu não viajar no feriado de Páscoa e permanecerá em seu apartamento em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. No próximo sábado (7), a família vai comemorar o aniversário da ex-primeira-dama Marisa Letícia, que completará 62 anos.

No dia 14 deste mês, Lula fará sua primeira aparição pública, desde que recebeu a notícia de remissão completa do tumor na laringe, em inauguração de um Centro Educacional Unificado (CEU), em São Bernardo do Campo. Lula atende a um pedido especial do prefeito Luiz Marinho e estará na inauguração junto com estrelas da legenda, incluindo a senadora Marta Suplicy e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. O pré-candidato da sigla à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, também foi convidado.

    Leia tudo sobre: lulacâncerronaldo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG