Lula reafirma que não será candidato em 2014

"Se eu quisesse disputar a eleição em 2014, eu teria escolhido um candidato para perder e não para ganhar", disse o presidente

Agência Estado |

selo

No café da manhã com a bancada do PT, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou hoje (9) que não pretende disputar as próximas eleições presidenciais. "Se eu quisesse disputar a eleição em 2014, eu teria escolhido um candidato para perder e não para ganhar (em 2010)", disse.

Ele fez o comentário ao ouvir parlamentares petistas pedirem sua volta ao Planalto.

Lula orientou a bancada do PT a entrar em entendimento com os parlamentares do PMDB para evitar uma "severinada" na disputa pela presidência da Câmara. Os dois partidos negociam uma presidência alternada, sendo os dois primeiros anos do PT e os dois restantes do PMDB.

Lula lembrou da derrota do governo, em 2005, quando o deputado Severino Cavalcanti, do PP, representante do baixo clero derrotou os petistas Luiz Eduardo Greenhalgh e Virgílio Guimarães.

Emocionado e com a voz embargada, Lula pediu apoio dos deputados e senadores petistas a Dilma. "Na dúvida, tenham lado. Fiquem com ela", insistiu o presidente, ao lembrar das dificuldades que passou na crise do mensalão, em 2005. "Eu assistia à TV Senado e ficava com pena de mim mesmo. Todo mundo me batia e poucos me defendiam", disse. "Agora, vocês precisam dar sustentação a Dilma."

    Leia tudo sobre: lula2014

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG