Lula prepara maratona de viagens para encerrar mandato

Entre os dias 10 e 29 deste mês, presidente vai a 16 cidades em 11 Estados brasileiros

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Ao contrário dos antecessores que terminaram seus mandatos de forma discreta, quando não melancólica, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva preparou uma agenda intensa até o final do mandato. Do dia 10 até o dia 29, Lula deve visitar 16 cidades de 11 Estados brasileiros. Na reta final ele vai percorrer aproximadamente 22 mil quilômetros, equilaventes a quatro vezes a distância entre os extremos sul do Brasil, o Arroio Chuí (RS), e norte, a Foz do Oiapoque (AP).

AE
Maratona de viagens deve ter início em Ilhéus, na Bahia
Segundo dados da agenda preliminar do presidente, a maratona final de Lula começa segunda-feira em Ilhéus (BA) e termina no dia 29, apenas três dias antes da posse de Dilma Rousseff , com visitas a Recife e Caetés, cidade natal do presidente, em Pernambuco.

No caminho Lula passa por Juazeiro do Norte e Missão Velha (CE), São José de Piranhas (PB), Salgueiro (PE), Osório e Canoas (RS), Foz do Iguaçu (PR), Rio de Janeiro (RJ), Anápolis (GO), São Paulo (SP) e Eliseu Martins (PI). Sem contar a pausa para as festas de Natal, possivelmente em São Bernardo do Campo (SP). Há ainda a possibilidade de inclusão de mais cidades na agenda.

Mais do que uma simples turnê de despedida, Lula vai aproveitar para reforçar a marca de obras importantes de seu governo. No Piauí, por exemplo, vai inaugurar um trecho da ferrovia Tansnordestina e, embora esteja a menos de cinco dias do término do mandato, assinar a ordem de serviço do trecho seguinte.

Na Paraíba e em Pernambuco, o presidente vai vistoriar os trabalhos da transposição do Rio São Francisco, a maior e mais polêmica obra de seu governo.

No Rio Grande do Sul, Lula vai inaugurar os túneis da BR-101 em Osório, promessa de várias campanhas. A obra faz parte do Programa da Aceleração do Crescimento (PAC), outra das marcas do mandato. Em Caetés Lula vai inaugurar um posto do INSS mas a expectativa é que a visita se transforme no ato final do governo, com direito a festa e homenagens.

    Leia tudo sobre: governo luladilma roussefftransição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG