Lula não irá à sua última Assembleia da ONU antes de deixar o poder

Celso Amorim chefiará a delegação no lugar de Lula

BBC Brasil |

selo

A embaixada brasileira em Washington informou nesta quarta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não participará da Assembleia Geral da ONU, em Nova York, na semana que vem, para não se ausentar da campanha eleitoral no Brasil.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, que ressaltou que o presidente ainda poderia "mudar de ideia" e participar da conferência.

Lula participou de todas as assembleias gerais da ONU ocorridas até hoje em seus dois mandatos. Esta seria sua última participação no evento, o mais importante do calendário das Nações Unidas, antes de deixar o poder, em janeiro. Segundo a assessoria, faz algumas semanas que Lula pensa em não ir ao evento da ONU, por causa da proximidade das eleições nacionais, e a decisão não tem relação com os recentes escândalos de quebra de sigilo na Receita Federal e de acusações de tráfico de influência na Casa Civil. Em seu lugar, chefiará a delegação brasileira o chanceler Celso Amorim, que vai discursar na abertura da assembleia e ficará em Nova York entre 20 e 29 de setembro, segundo o Itamaraty.

    Leia tudo sobre: lulaONU

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG