Lula lança amanhã pedra fundamental da sede da UNE

Obra será paga com indenização que instituição recebeu da União por ter sido incendiada e destruída pelo regime militar

AE |

selo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa na segunda-feira, a partir das 17 horas, do lançamento da pedra fundamental da nova sede da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), na Praia do Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro.

A construção abrange um projeto imponente, com assinatura e participação do escritório do arquiteto Oscar Niemeyer, previsão de dois anos de obras e custo avaliado em R$ 44,6 milhões.

O custo da obra será bancado com a indenização que a instituição recebeu da União por ter sido incendiada e destruída pelo regime militar no ano de 1964.

O governo federal já liberou R$ 30 milhões e o restante será liberado no ano que vem. Elaborado gratuitamente por Niemeyer, o projeto é composto de um prédio principal de 13 andares, uma praça aberta e um anexo, que deve funcionar como anfiteatro. Além dos departamentos administrativos, a sede abrigará um museu do movimento estudantil e centros culturais.

De acordo com a UNE, com o novo espaço, o departamento de ouvidoria deverá ser ampliado para atender e defender estudantes. A sede original da UNE e UBES, na Praia do Flamengo, havia sido doada à entidade em 1942 pelo então presidente Getúlio Vargas e concentrou campanhas importantes e atividades do movimento estudantil brasileiro até 1.º de abril de 1964, um dia depois do golpe militar, quando o prédio foi destruído por um incêndio.

Em junho deste ano, o Congresso e a Presidência da República reconheceram a responsabilidade do Estado pela destruição do prédio, o que garantiu o pagamento da indenização.

    Leia tudo sobre: uneindenizaçãoditadura militarlulaoscar Niemeyer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG