Lula ficou atônito com seleção brasileira, diz Carvalho

Presidente e ministros acreditam que resultado foi decorrente de falta de sorte da seleção de Dunga

Agência Estado |

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou atônito com o desequilíbrio emocional da seleção brasileira de futebol, que perdeu hoje por 2 a 1 o jogo contra a Holanda na Copa do Mundo. O chefe de Gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, disse que assim que terminou a partida, ele e o presidente ainda ficaram na frente da TV, como que esperando um terceiro tempo para a reação dos jogadores brasileiros.

Mas para o presidente, segundo Carvalho, agora não adianta culpar ninguém. Ele ficou chateado, como todos os brasileiros, mas afirmou que ficou pior quando foi viu situação em Alagoas e Pernambuco, atingidos pelas chuvas. O presidente, segundo Carvalho, espera que a seleção aprenda com os erros e possa montar um time forte para a Copa de 2014, no Brasil.

Os ministros que assistiram com Lula a derrota do Brasil deixaram o Palácio da Alvorada após a partida. O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, lamentou a derrota, disse que todos ficaram tristes com o resultado, incluindo o presidente. Para Amorim, o técnico Dunga fez um bom trabalho, assim como os jogadores, "mas não tiveram sorte". O ministro considerou "espetacular" o primeiro tempo de hoje. "Futebol é uma coisa que dá muita alegria para o povo brasileiro; vai continuar dando e também não podemos ganhar todas, afirmou o ministro, acrescentando que agora é preciso preparar a próxima Copa que será no Brasil, em 2014. Amorim disse também que a derrota da seleção brasileira não atrapalha a viagem do presidente à África, a partir desta tarde.

Além do ministro e da candidata do governo à Presidência da República, Dilma Rousseff, estiveram na Alvorada com Lula o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e os ministros das Relações Institucionais, Alexandre Padilha; da Previdência, Carlos Gabas; da Educação, Fernando Haddad, e das Secretarias de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Elói Ferreira de Araújo e de Políticas para as Mulheres, Nilcéa Freire.

    Leia tudo sobre: LulaCopa do Mundo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG