Lula diz que Brasil se livrou de 'complexo de vira-lata'

Presidente fez declaração durante Prêmio Brasil Olímpico 2010 ao afirmar que o País se mostrou capaz de realizar olimpíada

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira (20, durante Prêmio Brasil Olímpico 2010, no Rio de Janeiro, que o Brasil abandonou o “complexo de vira-lata” ao conquistar realização da Olimpíada no País.

“Quando as pessoas me perguntam como conquistamos a Olimpíada, digo que foi o profissionalismo. Do governo, da prefeitura do Rio, do COB, do ministro. Jogamos fora o complexo de vira-lata que Nelson Rodrigues tanto dizia que nós tínhamos e nos tornamos cidadãos e cidadãs capazes de realizar uma Olimpíada no Brasil”, afirmou o presidente que se despede do mandato.

O presidente também afirmou que o Brasil precisa transformar o esporte em um instrumento de desenvolvimento e que é preciso ter uma “política de Estado” para tornar o país uma potência olímpica.

“O que nós precisamos é de uma política de Estado para garantir a todos, independentemente se nasceu no Complexo do Alemão [conjunto de favelas na zona norte do Rio] ou se nasceu na Tijuca [bairro de classe média], o direito de disputar, em igualdade de condições, uma medalha de ouro nas próximas Olimpíadas, aqui no Brasil ou em Londres ou em qualquer lugar”, disse Lula.

Segundo Lula, é preciso encarar as verbas públicas usadas no esporte como investimento e não como gasto. “Nós queremos transformar o esporte num instrumento de desenvolvimento desse País. Não podemos mais falar em gastar em esporte. É investimento no esporte brasileiro para que o Brasil se transforme numa verdadeira potência olímpica”.

O Prêmio Brasil Olímpico 2010 começou uma hora após o horário previsto para a chegada do presidente Lula, que foi homenageado. O presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Carlos Arthur Nuzman, afirmou que Lula foi o presidente que “mais fez pelo esporte”.

“O senhor (dirigindo-se a Lula) tem um mundo a seu favor. Contamos com o senhor durante toda essa caminhada para fazermos os melhores Jogos Olímpicos da história. O senhor é o presidente que mais fez pelo esporte em toda a história da República”, disse Nuzman.

Houve homenagens ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e ao ministro dos Esportes, Orlando Silva. Em discurso, o governador do Rio, Sérgio Cabral, exaltou parceria com o governo federal para desenvolvimento de projetos na área de esportes.

    Leia tudo sobre: lulaolimpíadas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG