Longe do governo, Palocci perde espaço em sua base eleitoral

De olho na eleição do ano que vem, PT de Ribeirão Preto filia juiz que comandou processo contra ex-ministro da Casa Civil

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

A comissão executiva municipal do PT de Ribeirão Preto aprovou na última segunda-feira a filiação ao partido do juiz aposentado João Gandini. O ex-juiz é o nome preferido do PT para disputar a prefeitura da cidade no ano que vem.

A filiação é mais um golpe duro contra o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci. Como juiz, Gandini foi o responsável durante três anos pelo processo no qual Palocci foi acusado de improbidade administrativa em uma licitação para compra de molho de tomate para as escolas municipais, quando o ex-ministro era prefeito de Ribeirão.

WILSON PEDROSA/AGÊNCIA ESTADO
Palocci assiste à filiação de juiz que aceitou denúncia sobre molho de tomate e ainda vê deputado mobilizar sua base eleitoral
“Não me lembro do processo mas não é isso que está em discussão. Se o dr. Gandini tomou alguma atitude que possa ter prejudicado Palocci é porque estava cumprindo o dever dele como juiz”, disse o presidente do diretório municipal do PT de Ribeirão, Pedro Sampaio.

A assinatura da ficha de filiação aconteceu no sábado mas a entrada do juiz no PT foi homologada apenas na segunda-feira. Antes de fechar com o PT o juiz flertou com outros partidos como DEM e PSDB. Ao longo de 27 anos de magistratura, Gandini construiu uma reputação de homem ativo e incorruptível. Uma vez chegou a abandonar o gabinete para viver em uma favela da cidade.

Mas o processo que trouxe mais holofotes para o juiz foi aquele em que Palocci foi acusado de improbidade administrativa por exigir em um edital de licitação que o molho de tomate da merenda escolar tivesse ervilhas. Apenas uma empresa participante da licitação oferecia o produto. O Ministério Público interpretou a exigência como uma forma de driblar a concorrência. Palocci acabou absolvido pelo Supremo Tribunal Federal.

Embora não tenha chegado a julgar o caso, Gandini aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público transformando a acusação em um processo formal. Palocci não foi sequer consultado sobre a escolha do desafeto para disputar o cargo que ocupou duas vezes. “Não vejo problema apesar de não ter perguntado ao Palocci”, disse Sampaio.

Corrosão da base

A escolha do juiz não é o único indício de corrosão da base eleitoral de Palocci. O deputado Newton Lima Neto (PT-SP), ex-prefeito de São Carlos e desafeto do ex-ministro, inaugurou recentemente um escritório político em Ribeirão e tem atraído apoio de antigos aliados e colaboradores históricos de Palocci.

Newtão, como é conhecido o deputado, é desafeto de Palocci desde a campanha pela reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , em 2006. Na época, a afiliada regional de uma grande rede de TV decidiu escalar lideranças políticas locais para defender, na tela, seus respectivos candidatos a presidente.

Palocci acabara de deixar o Ministério da Fazenda em função do escândalo da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa e esperava usar o espaço para reabilitar sua imagem junto ao eleitorado da região. Newtão, no entanto, acabou impondo o nome do atual ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

“O Newtão não tem espaço no diretório de Ribeirão porque é de São Carlos. Mas enquanto deputado ele ocupa o espaço do Palocci porque o Palocci não é mais deputado. Hoje o Newtão é quem representa a região na Câmara”, disse o presidente do PT de Ribeirão.

Newton Lima, entretanto, nega que seja desafeto de Palocci. Em nota, o deputado afirmou que a relação entre os dois sempre foi de respeito e admiração mútua. Lima nega também que tenha imposto o nome de José Eduardo Cardozo para participar dos programas de TV mas, segundo pessoas que participaram da negociação, foi o deputado que operou junto à emissora local para que o hoje ministro da Justiça ocupasse o espaço no lugar de Palocci.

    Leia tudo sobre: antonio paloccijoão gandiniptribeirão preto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG