Líder do PSDB-SP pedirá divulgação de emendas tucanas desde 2007

Orlando Morando vai encaminhar à Casa Civil um pedido para que emendas de parlamentares da sigla sejam divulgadas

Nara Alves e Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O líder do PSDB na Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Orlando Morando, afirmou nesta terça-feira que pedirá à Casa Civil que o governo de São Paulo divulgue todas as emendas de parlamentares tucanos desde 2007.

Leia também: 'Cada um tem um preço', diz Barbiere sobre venda de emendas

"Vou solicitar à Casa Civil que o governo divulgue todas as emendas parlamentares de deputados do PSDB desde 2007", afirmou, antes da reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar que apura as denúncias de venda de emendas por deputados.

Para Morando, a divulgação das emendas é uma forma mais eficaz de apurar as denúncias do que a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). "Uma CPI levaria 18 meses para acontecer porque o regimento impede uma sexta CPI", justifica.

Já há em andamento cinco CPIs na Assembleia e seria necessário que uma fosse finalizada para que outra fosse criada. O PT tem 28 assinaturas e precisa de mais quatro para conseguir protocolar o pedido de abertura de uma nova investigação.

A divulgação das emendas é o principal pleito da oposição. Na semana passada, o governo divulgou as emendas de janeiro a setembro de 2011. Segundo o deputado Ênio Tatto (PT), os dados mostram que parlamentares do PSDB receberam R$ 16 milhões em verbas liberadas. Os parlamentares do DEM receberam R$ 9 milhões e os do PT, R$ 3 milhões.

    Leia tudo sobre: venda de emendasroque barbieribruno covaspsdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG