Líder do PR vê paralelo entre saídas de Rossi e de Nascimento

“Questão pessoal fica difícil sustentar”, diz Portela sobre demissões na Agricultura e nos Transportes após acusações atingirem familiares

Fred Raposo, iG Brasília |

O líder do PR na Câmara, deputado Lincoln Portela (MG), disse esta quarta-feira ver um paralelo entre a queda do ministro da Agricultura, Wagner Rossi , à saída de Alfredo Nascimento, que até julho ocupava a pasta dos Transportes.

Portela ressalta que os dois deixaram os respectivos ministérios a pedido de familiares, quando as pastas enfrentavam denúncias de irregularidades. “Quando a questão entra no pessoal fica difícil sustentar”, afirmou o líder do PR, mesmo partido de Nascimento, que voltou a ocupar cadeira no Senado.

Rossi caiu após denúncias de corrupção e lobby na Agricultura e de que ele e seu filho, o deputado Baleia Rossi (PMDB-SP), viajaram diversas vezes em avião avaliado em US$ 7 milhões pertencente a uma empresa do setor, a Ourofino Agronegócios.

Já Nascimento, cujo ministério sob seu comando era alvo de acusações de corrupção, pediu demissão quando foi revelado que seu filho Gustavo Morais Pereira, de 27 anos, era investigado pelo Ministério Público Federal por enriquecimento ilícito.

Ao deixarem os respectivos cargos, Rossi e Nascimento saíram em defesa de seus filhos: Rossi por meio de carta e Nascimento em discurso no plenário do Senado. “É muito similar”, disse Portela. “Mas no caso do Nascimento ele provou com documentos que nenhuma das acusações era verdade”, completou.

    Leia tudo sobre: agriculturawagner rossipmdbdenúncia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG