Kassabismo paulista tem militares, engenheiros e procuradores

Decidido a disputar governo em 2014, prefeito nomeou dezenas de coronéis e chamou ex-colegas da Poli para cargos de confiança

Nara Alves, iG São Paulo |

Para reforçar seu projeto de ser candidato ao governo de São Paulo em 2014, o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, cercou-se de militares, promotores e engenheiros da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, todos vindos de seu círculo de confiança. Ao longo de seu mandato à frente da administração municipal, Kassab fez nomeações para cargos do primeiro e segundo escalões que apontam o perfil de quem poderá apoiá-lo em à frente de seu novo partido, o PSD.

AE
Militares estão entre os grupos que ganharam espaço no círculo de confiança do prefeito de São Paulo, que vislumbra candidatura ao governo em 2014
Desde que assumiu a prefeitura, em 2006, Kassab nomeou cerca de 80 oficiais da Polícia Militar, órgão subordinado à Secretaria de Segurança Pública do Estado, sem vínculo direto com a prefeitura. Grande parte foi nomeada no segundo semestre de 2010 e primeiros meses de 2011, quando ganharam força as negociações em torno de sua saída do DEM e subsequente criação de um novo partido.

Em outubro de 2010, ele passou 14 subprefeituras para coronéis aposentados da corporação. No último dia 3 de fevereiro, nomeou como subprefeitos outros cinco oficiais. Ao todo, 22 dos 31 subprefeitos da cidade são ex-coronéis. Além das subprefeituras, cerca de 40 oficiais ocupam cargos na chefia de gabinetes e coordenadorias, entre outras instâncias ligadas à administração municipal.

Os oficiais da reserva nomeados por Kassab são indicados pelo comandante-geral da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, que assumiu na gestão José Serra (PSDB) e permaneceu na gestão Geraldo Alckmin (PSDB). O PSDB é o maior partido da base de apoio de Kassab, que tem em Serra seu principal padrinho político.

Engenheiros da Poli, onde Serra e Kassab se formaram, também ocupam posições estratégicas do governo municipal. Mais de uma dezena de ex-colegas de universidade do prefeito foi nomeada para chefia de gabinetes, subprefeituras, diretorias e coordenadorias.

Integram a lista de formados na mais tradicional Escola de Engenharia de São Paulo – que graduou, também, o deputado Paulo Maluf (PP) – os secretários de Desenvolvimento Urbano, Miguel Bucalem, e de Habitação, Elton Santa Fé, além do secretário adjunto de Comunicação, Marcelo Rehder. O deputado Guilherme Campos, que também cursou a mesma faculdade, embora em outra turma, já anunciou sua adesão ao projeto de Kassab.

Outro nicho que recebeu atenção especial de Kassab na hora de escolher nomes para cargos de confiança foi a Procuradoria. Em junho de 2010, a prefeitura nomeou três procuradores da Justiça para duas secretarias: Dráusio Lúcio Barreto para a pasta de Serviços e Sérgio Mendonça como secretário-adjunto, além de Edilson Mougenot Bonfim para a Corregedoria-geral do Município.

*Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: Gilberto Kassabpsdguilherme afif domingos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG