Kassab: relação com Alckmin será 'boa onde quer que eu esteja'

Prefeito e governador assinaram hoje pacote de R$ 683 milhões em convênios

Nara Alves, iG São Paulo |

O prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab (DEM), afirmou na manhã desta segunda-feira que sua relação com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), será muito boa independente da questão partidária. Ele voltou a negar que vem negociando com outros partidos sua saída da sigla. Nos bastidores, no entanto, o prefeito articula sua ida para o PDMB.

"Independente dessa questão partidária, onde quer que eu esteja a relação pessoal, política e pardiária com o governador sempre será muito boa", disse Kassab após reunião com Alckmin. O prefeito garantiu que está totalmente dedicado à convenção de seu partido, que acontece no dia 15 de março.

"Não há nenhuma reflexão, nenhum diálogo em relação à essa questão que eu tenha participado. Estou dedicado ao meu partido, o DEM, à sua convenção". Na convenção, o partido elege o novo presidente, que vai suceder o deputado Rodrigo Maia, desafeto de Kassab.

Embora o PMDB paulista tenha se aliado à chapa PSDB-DEM na disputa ao governo, a articulação sobre a ida de Kassab ao partido tem sido feita diretamente pelo vice-presidente da República, Michel Temer . Com isso, Kassab sairia da oposição para a base aliada ao governo Dilma.

Convênios

Em reunião com secretários estaduais e municiais, Alckmin e Kassab assinaram nesta segunda-feira (7) no Palácio dos Bandeirantes um pacote de R$ 683 milhões em convênios. O Estado entra com cerca de R$ 480 milhões, o município, com R$ 130 milhões, e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com R$ 64 milhões.

Na área de educação, foram assinados convênios no valor de R$ 80 milhões para a construção de 4 mil vagas em diversos bairros da capital paulista. Na área da saúde, o governo se comprometeu a ajudar a prefeitura no tratamento de saúde mental de dependentes químicos. Na área de habitação, serão construídas cerca de 4 mil unidades habitacionais em favelas, marginais de córregos e no centro da cidade.

    Leia tudo sobre: Alckminkassabparceria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG